BSBIOS sobe 90 posições entre as 300 maiores empresas do Brasil, segundo o Ranking da Isto É Dinheiro

Compartilhar:

A BSBIOS Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil S.A., empresa do ECB Group e líder nacional em biodiesel no Brasil, foi classificada na 158ª posição entre as mil maiores empresas do país pela 10ª edição do anuário “As Melhores da Dinheiro”, que reconhece os êxitos das maiores companhias que atuam no Brasil. “O resultado reflete nosso compromisso em entregar um produto de qualidade, sustentável, que gera emprego e colabora com a economia do país. Ainda temos muitos desafios pela frente, mas esse reconhecimento nos motiva a continuar trabalhando para entregar resultados ainda melhores”, diz o presidente da companhia, Erasmo Carlos Battistella.              

A companhia, que completou 16 anos em abril deste ano, celebra esta conquista em um período onde também alcançou seu melhor resultado econômico. A empresa encerrou 2020 com melhor resultado financeiro da empresa: um faturamento de R$ 5,32 bilhões (57,5% superior ao ano anterior), lucro líquido de R$ 311,7 milhões (aumento de 140%) e a marca de 755.154 m³ no ano de produção de biodiesel.

O resultado é decorrência do investimento de R$ 40 milhões em ampliação da capacidade produtiva na Unidade de Passo Fundo, seguindo assim mais um ano como a maior produtora de biodiesel do mercado brasileiro. Somado a isso, em março de 2021, a empresa anunciou a ampliação de sua capacidade produtiva na unidade em Passo Fundo (RS) para 468 milhões de litros de biodiesel por ano, ou 1.300 m³ por dia, o que representou um aumento de 13%. Em janeiro, a unidade de Marialva, no Paraná, também já tinha recebido autorização de aumento de capacidade para o mesmo volume. As duas unidades agora podem produzir 936 milhões de litros de biodiesel/ano.

BSBIOS – Líder Nacional em biodiesel

A BSBIOS Indústria e Comércio de Biodiesel Sul Brasil S.A., empresa do ECB Group, é a líder nacional em biodiesel no Brasil. Com 16 anos de existência completados em 15 de abril de 2021, a companhia teve um período marcado por mudanças na estrutura acionária da companhia. A RP Participações (Subsidiária integral do Grupo ECB), que já era detentora de 50% do controle acionário, adquiriu os outros 50% de participação detidos pela Petrobras Biocombustíveis S/A e assumiu o controle acionário de 100% da BSBIOS em 9 de fevereiro de 2021, após a aprovação do CADE.