BSBIOS assina memorando de entendimento com o grupo espanhol Cobra para investimento e construção do projeto Omega Green

Compartilhar:

 

Uma das maiores construtoras do mundo, a Cobra será a “epecista” e ainda entrará no grupo de acionistas da biorrefinaria Omega Green, que está sendo construída no Paraguai. Acordo foi assinado na sexta-feira (28/01)

Representantes da BSBIOS Paraguay e do grupo espanhol Cobra assinaram na última sexta-feira (28/01) memorando de entendimento (LOI, LetterofIntent), definindo a participação da empresa espanhola no Projeto Omega Green, biorrefinaria que está sendo construída no Paraguai pela holding brasileira ECB Group, proprietária da BSBIOS.

Pelo acordo, a Cobra será responsável por construir a obra da biorrefinaria, assumindo o papel de “epecista”. Além disso, a empresa espanhola também seráacionista da primeira planta de biocombustíveis avançados (HVO e SPK) do Hemisfério Sul.

O documento foi assinado pelo CEO da BSBIOS Paraguay, Erasmo Carlos Battistella, e pelo CEO de Plantas Industriais e Energia do Grupo Cobra, José Antonio Fernandez.

O conceito de “epecista”vem da sigla em inglês EPC (Engineering – Procurement – Construction), que englobam num só contrato as fases de engenharia, gestão de contratos de outros fornecedores e a construção do projeto. Ou seja, a empresa “epecista” é responsável por planejar a construção, realizar as atividades relacionadas aos processos de contratação e executar oempreendimento.

Na avaliação do presidente do Grupo ECB, Erasmo Carlos Battistella,“contar com a parceria, experiência e qualificação de um grupo empresarial como o Grupo Cobra na construção e nagestão de empreendimento do projeto Omega Green nos dá a segurança para atingir o nível de excelência que planejamos para este projeto inédito de biocombustíveis avançados no Hemisfério Sul. Esse é um momento muito importante para o projeto e estamos muito felizes por contar também com o Grupo Cobra como acionista”, destacou Battistella. “Agora, este não é mais apenas um compromisso da BSBIOS, mas também de grandes empresas multinacionais que se associam ao nosso empreendimento por um futuro mais sustentável e pela produção de um combustível mais limpo”, declarou.

Além da entrada da Cobra no grupo de acionistas do projeto, no último dia 25/01, a BSBIOS Paraguay também assinou um memorando de entendimento nesse sentido com o grupo empresarial líder da área de distribuição de combustíveis paraguaia, a Copetrol.

A estruturação da negociação com o Grupo Cobra foi conduzida por assessores financeiros. Representando a BSBIOS, estão o Banco Barclays, o Banco Santander, o Banco UBSBB, Eng. Luiz Miguel Fernandes e a Martinelli Atria. 

As obras de infraestrutura do megacomplexo com investimento estimado em US$ 1 bilhão iniciaram no mês de novembro de 2021, com a definição vias internas e de acesso, assim como todo o cercamento da área que abrigará o projeto. Uma base também está em construção para a instalação da oficina e dos depósitos da empresa responsável pela preparação do terreno para o início da construção. A operação da biorrefinaria está prevista para 2025.

Sobre o Grupo Cobra

O Grupo COBRA é líder mundial em engenharia industrial aplicada, emprega mais de 35.000 pessoas em 60 países e oferece uma ampla gama de serviços, agregando valor a todos os tipos de clientes, de pessoas físicas a grandes corporações. Suas principais áreas de atuação são energia, redes, água e meio ambiente, mobilidade, comunicações e serviços.
Os seus principais Clientes no setor público e privado são empresas do mundo da energia (eletricidade, petróleo, proprietários de redes de transporte e distribuição), indústria, ciclo da água, proprietários ou gestores de infraestruturas de transporte, comunicações e infraestruturas públicas. A atividade das empresas do Grupo COBRA desenvolve-se principalmente na Europa e na América Latina, embora tenha uma presença crescente em África, Médio Oriente, Ásia Pacífico e EUA.
A COBRA desenvolve, constrói e opera projetos próprios e de terceiros.

Sobre o Omega Green

Lançado em fevereiro de 2019, o projeto Omega Green é o maior investimento privado estrangeiro da história do Paraguai. Nele, serão produzidos diesel renovável ou HVO, sigla em inglês para óleo vegetal hidrotratado, e querosene de aviação renovável ou SPK/SAF, combustíveis que emitem menos gases de efeito estufa e que serão destinados à exportação para os Estados Unidos, Canadá e países da União Europeia.

Sobre a BSBIOS

A BSBIOS é líder de mercado de biodiesel no país, sendo a maior produtora do Brasil. A companhia conta com duas unidades industriais, em Passo Fundo/RS e em Marialva/PR, com capacidade de produzir 936 milhões de litros de biodiesel/ano e teve em 2021um faturamento de mais R$ 8,5 bilhões. Tem como propósito participar do desenvolvimento sustentável do planeta por meio da agroenergia e das energias renováveis e tem como ambição se tornar carbono neutro até 2030.