Empresa

História

aerea inicial

 

A BSBIOS foi fundada em 15 de abril de 2005 com finalidade de produzir biodiesel, instalando uma moderna planta localizada estrategicamente em Passo Fundo/RS, perto da produção de soja e canola, suas principais fontes de matéria-prima. Inicialmente, a sua capacidade instalada era de 160 milhões de litros de biodiesel por ano, já atualmente alcança a 216 milhões de litros de biodiesel por ano.

 

 

Em dia 12 de junho de 2007 teve início oficial a produção de biodiesel. O processo é acompanhado em todas as etapas através de um completo laboratório, que realiza testes e análises certificando a eficiência e qualidade do produto. Os óleos processados tem como principal matéria prima a soja.

 

selo

Em 1º de Agosto de 2007, o Ministério de Desenvolvimento Agrário- MDA publicou no Diário Oficial da União a Concessão do Direito de Uso do Selo Combustível Social para a BSBIOS, com o qual o produtor de biodiesel terá acesso a alíquotas de PIS/ Pasep e Cofins com coeficientes de redução diferenciados além de Uso da Marca do Selo Combustível Social para fins de Promoção Comercial. O Selo Combustível Social é um componente de identificação concedido pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário aos produtores de biodiesel que promovam a inclusão social e o desenvolvimento regional por meio de geração de emprego e renda para os agricultores familiares enquadrados nos critérios do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - Pronaf.

 

Em outubro de 2007, é formada uma rede de cooperação de pesquisa, através do Departamento de Fomento da BSBIOS, para o cultivo de culturas alternativas, como a canola, girassol e a mamona. A rede é formada em uma parceria com a EMBRAPA - Clima Temperado de Pelotas/RS, e com apoio da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul – FETAG-RS, da Associação Riograndense de Empreendimentos de Assistência Técnica de Extensão Rural - EMATER, Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA, Colégios Agrícolas das Regiões Norte, Missões e Planalto do Rio Grande do Sul, Universidades e diversas empresas de sementes e fertilizantes.

boqueirão2

 

 

A partir de março de 2008, a BSBIOS passou a contar com uma unidade de recebimento de soja e canola, localizada em Passo Fundo/RS, às margens da RST 153, saída para Porto Alegre/RS. 

 

 

Em 6 de março de 2008, a BSBIOS tornou-se a primeira empresa no Brasil a receber autorização da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis - ANP para exportar biodiesel.

b1004

 

 

Em agosto de 2009, a cidade de Curitiba/PR adotou a utilização de B100 em coletivos urbanos, o biocombustível é fornecido com exclusividade pela BSBIOS. Os ônibus circulam no trecho urbano da BR-476, na capital Paranaense. Esta foi a primeira iniciativa do Brasil operando 100% com biocombustível em ônibus urbanos.

 

Em 19 de novembro de 2009, a BSBIOS Marialva e a Petrobras Biocombustíveis (PBio) firmaram parceria, com participação paritária, para produção de biodiesel no município de Marialva/PR. A indústria iniciou com capacidade de produção de 127  milhões de litros de biodiesel/ano, entretanto, já passou por dois aumentos de capacidade de produção, alcançando atualmente 208,8 milhões de litros de biodiesel/ano.

Marialva.jpg

 

 

Em 14 de maio de 2010, foi inaugurada oficialmente a BSBIOS Marialva. A unidade que produz biodiesel através de óleo vegetal, extraído da soja e de gorduras animais.

 

esmagadora

 

 

Em 18 de novembro de 2010, entrou em operação a Unidade de Processamento de Grãos da BSBIOS com capacidade de esmagar 2500 ton/dia de soja. Sendo que a capacidade atual está em 3.000 ton/dia.  O complexo conta com três armazéns com capacidade para 120 mil ton de grãos e 66 mil ton de farelo.

 

Em março de 2011, a capital paranaense passou a contar com o maior ônibus do mundo em comprimento, com 28 metros e capacidade para 250 passageiros. O coletivo é movido a biodiesel fornecido com exclusividade pela BSBIOS. Outros 32 ônibus articulados movidos com 100% de biodiesel também rodam por Curitiba/PR.

Logo GMP.png

 

 Em 31 maio de 2011, a BSBIOS recebeu a certificação GMP+B2 e GMP+B3, emitidos pela DNV (DET NORKES VERITAS). Essa certificação  atesta o atendimento dos requisitos internacionais relacionados a Segurança Alimentar na sua cadeia de produção e comercialização.

 

socieda pbio e BSBIOS

 

 

 

Em 1º de Julho de 2011, a BSBIOS e a Petrobras Biocombustíveis (PBio) firmaram parceria, com participação paritária, para produção de biodiesel também no município de Passo Fundo/RS.

 

A partir de agosto de 2011, a BSBIOS passa a ter mais uma unidade de recebimento de grãos, no município de Caseiros/RS.

Em 22 de novembro de 2011, foi inaugurada oficialmente a Unidade de Processamento de Grãos da BSBIOS, com a presença do Governador do Estado do Rio Grande do Sul, Tarso Genro.

Em junho de 2012, a BSBIOS juntamente com a prefeitura de Curitiba, Volvo e a  Marcopolo lançaram durante a Conferência Rio+20 o Hibribus, ônibus híbrido movido a biodiesel e eletricidade. Se comparado aos veículos Euro 5, obrigatórios no mercado brasileiro a partir deste ano, o Hibribus emite até 50% menos material particulado, 50% menos óxido de nitrogênio e 35% menos gás carbônico. São 30 veículos Hibribus circulando em Curitiba/PR, com biocombustível fornecido com exclusividade pela BSBIOS.

A partir de outubro de 2012, iniciou o trabalho em mais unidade de recebimento de grãos, no município de Ciríaco/RS.

anuncio planalto

 

Em 28 de fevereiro de 2013, a BSBIOS anunciou a aquisição de 14 unidades de recebimento de grãos que pertenciam a Adubos Coxilha, localizadas no norte do Estado do Rio Grande do Sul. Ainda foi adquirida uma unidade de produção de sementes, em Lagoa Vermelha (RS). Juntas as unidades tem capacidade estática para armazenar 240 mil toneladas de grãos. Elas estão localizadas no Valinhos em Passo Fundo, Água Santa, Três Pinheiro em Sananduva, Muitos Capões, Capão Bonito do Sul, Lagoa Vermelha, Esmeralda, Tapejara, Capo-Erê em Erechim, Sertão, Charrua, Rio Telha em Ibiaça, Engenho Grande em Água Santa e Vila Lângaro.

 

Em 25 de junho de 2013, a BSBIOS tornou-se a primeira empresa do Brasil a exportar comercialmente biodiesel. A primeira carga, de 22 ton, teve como destino a Europa.

 iscc1

 

 Em janeiro de 2014 as duas plantas industriais da BSBIOS, em Passo Fundo e em Marialva, receberam a Certificação Internacional de Sustentabilidade ISCC (International Sustainability and Carbon Certification).

 

 nbr selo1    

 Em outubro de 2014, os laboratórios das usinas de Passo Fundo e Marialva, foram Acreditadas na NBR   ISO/IEC 17025 pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), norma que padroniza internacionalmente as atividades dos laboratórios de ensaio e calibração. A acreditação assegura a confiabilidade dos resultados das análises realizadas para realizadas para certificação do biodiesel produzido nas unidades.

 

 

Em 1º de Julho de 2016, a BSBIOS firmou contrato de venda das catorze Unidades de Armazenagem da BSBIOS para a Cooperativa Cotrijal.  A negociação prevê um acordo de cooperação pelo qual a Cotrijal fará o fornecimento de matéria-prima (soja) para a BSBIOS.

 

Imagens

BSBIOS Passo Fundo - RS
BSBIOS Marialva - PR

Vídeos

Áudios

Documentos